Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2011

Vai acontecer.

Esperar por aquilo que Deus sonhou pra gente é difícil né?! Pois é. Eu bem sei. Mas pense que os sonhos dele pra nós, são bem mais altos e perfeitos que os nossos. Ele tens preparado, um alguém que nos ame, por sermos quem somos, e nos entenda de maneira sem igual. Ele fez nossa cara-metade, nossa metade da laranja. Ele só está nos preparando, pra quando essa pessoa chegar. Nos preparando para termos um casamento, namoro, e muito mais em santidade, e que mesmo depois de ter encontrado o amor, continuar o adorando, e o louvando a cada dia mais.Acredite, sua hora vai chegar, basta você saber esperar os planos de Deus na sua vida.

Pergunte a ele.

E você faz tudo do jeito que acha certo, sem perguntar a Deus, e quando dá tudo errado culpa a Ele. Hey, garota (o) só Deus, sabe o que é bom pra ti, só ele sabe o que te faz sorrir. Então confie nele, e espere por suas promessas, pois nele, ninguém sai machucado, ou ferido por algo. Ele pode mudar sua história, sua vida, Só Ele, pode realmente, preencher esse vazio que você tanto sente, ele conhece, todos os motivos de suas lágrimas. Se você se prostrar a ele, e pedir mais uma chance, ele irá lhe ajudar, pois ele nunca vira as costas a um filho arrependido. Só depende de ti.

Só Deus.

Tá doendo né?! Dói muito né?! é… eu bem sei como é. E esse vazio que você sente? e essa falta que te mata? eu já senti isso. Sei o quanto você quer sumir, e o quanto acha que está sozinho (a), mas saiba que o cára lá de cima, nunca te abandonou. Deus nunca saiu do seu lado. Sempre quando você dizia que esse vazio estava te incomodando, o papai do céu lá em cima dizia: Isso é falta de mim, minha pequena. Me dê mais atenção. Eu preciso de você minha filha. Pois eu lhe amo muito.
E mesmo assim, você não dava atenção a ele, e continuava sentindo esse vazio.
Acredite! Só ele pode mudar sua história. Só ele pode te fazer um vazo novo, e te fazer transbordar da presença do rei, dos reis. Só ele pode fazer realmente a sua vida fazer sentindo. Então reconheça, o quanto você é pequeno (a) mas mesmo assim, Deus, se preocupa e ama você.

Ela é feliz.

Ela acerta as vezes, mas sempre gosta de aprender o que não sabe. Ela canta, pula, grita, chora, ri alto e acima de tudo. É quem ela, ama ser. Mesmo sendo criançona, e muito boba, ela não abre mão de ser aquilo que  é, e aquilo que sempre foi. Ela usa tenis e se sente a poderosa. Ela usa salto, e tem medo de cair. E quando ela diz que não está gostando de alguém, pode crer que ela está sim. As pessoas a julgam, xingam, e sentem vontade de faze-la sumir. Ela se machuca com isso as vezes. Mas mesmo assim, ela levanta a cabeça e diz em voz alta: Garçom, por favor. Mais uma dose de toddynho.

Atenção.

Não sei. Confusa? talvez sim. Maluca? quem sabe?
Ela apenas  não está bem. Ou está. Ela quer carinho, um punhado de amor, e já estaria, bom o suficiente.
Ou talvez, ela queria, rancor, um punhado de ódio, um pouco de raiva, e já estaria bem também.
Ela só queria, que sentissem, algo por ela. Por que, ser ignorada, tratada como nada, ser quase um lixo. Dói. Machuca, muito. Ela antigamente pensava que invisibilidade, era coisa de super herói. Mas não. Estava errada a pobre coitada do coração partido. Ela aparentava ter nascido assim. Invisível. Sem que ninguém sinta sua presença, e nem sua ausência. Depressão? não... Ela apenas quer ficar sozinha, e sentir o silêncio que grita aos seus ouvidos a verdade que ela tanto não queria ouvir .Ela quer sumir, mas o máximo que ela consegue, é se trancar dentro de si mesma, quando a noite cai, e esperar aciosamente, para que o Sol saia novamente.

Inútil.

E eu nunca consigo fazer nada direito. Sempre erro, e na maioria das vezes só sirvo pra atrapalhar. Sou como um peso, um fardo na vida das pessoas. Só atrapalho,  sou inútil. As vezes me pergunto, pra que eu nasci... Afinal nem a menos, existe uma coisa, se quer, que eu saiba fazer direito sem errar, sem me atrapalhar, sem fazer tudo errado. Eu não presto pra nada. Nada além de não prestar.