Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Perdida.

E mais uma vez, eu senti que estava perdendo e realmente perdi. Me sinto metade, me sinto faltando algo. Tem um buraco oco em mim, que não sei o que fazer para preencher. Perdi o encanto, quando perdi o brilho dos olhos dele. Ele está beijando outra agora, provavelmente, mais linda, alta, magra, mais velha, perfeita. Ao contrário de mim. Somos tão diferentes, mas sinto que podíamos nos completar, ao menos... você me completava. Estou tão perdida, que nem me pergunte que dia é hoje, por que meu calendário parou no dia em que você foi embora, ou melhor, no dia em que resolveu que outros beijos, seriam melhores do que os meus. E eu aqui, pensando que dessa vez iria dar certo. Que dessa vez eu ia ser feliz. Mais uma doce ilusão, me iludo sozinha. Ainda não sei não criar expectativas, me tornei uma gigantesca coleção de decepções, onde até eu mesma perdi as contas de quantas já tenho. Preciso de um psicólogo. Chorei a madrugada toda lembrando do seu sorriso. Fiquei a me perguntar a todo m…

Eu não sei lidar.

Eu sabia o que era, na verdade já sei. Só não quero acreditar. Me seguro pra não chorar enquanto digito mais uma vez meus sentimentos. É tão ruim sentir que está perdendo algo ou alguém... Que essa pessoa está indo embora e que você não pode obriga-la a ficar do seu lado. Somos livres pra voar, feitos pássaros que voam de galho em galho. Apenas queria que o meu galho, fosse o seu preferido, no qual você desidisse pousar e montar seu ninho. Tem tantas árvores por ai ainda, e eu, tão ingênua, pensei que tinha sido tua escolhida. Ok, tudo bem, já deveria estar acostumada com coisas desse tipo, afinal quando você se entrega, você assina um termo de que você está pronto para acabar com todo o seu psicológico, com tudo aquilo que você achava que era bonito. Bom, mas até onde eu sei, o amor não era uma coisa boa? Crescer, e amar, destruiu tudo aquilo que eu pensava que era bom, que era um sonho. Não é fácil ser feliz, não é fácil, viver. Está tudo fora do controle, fora daquilo que eu havia…

Fim do ano.

Falta 1 mês pro fim do ano, e já vou começar meu resumo do que esse ano significou pra mim. Na virada de 2012 pra 2013 eu disse que eu queria que esse ano fosse diferente, que tivesse uma mudança da água pro vinho. Só não esperava que a mudança fosse ser tão drástica e tão revolucionária, foi como um furacão, uma explosão, quebrando tudo, mudando tudo, levando coisas pra outros lugares, destruindo o que não serviu mais, jogando o fora o que já estava desnecessário. Aprendi tanta coisa, inclusive a dizer adeus, mas não sei se sei ainda dizer isso. É algo pesado, algo que dói. Não sou capaz de me acostumar com pontos finais. Sempre dá pra colocar uma virgula, uma reticências, sempre dá pra continuar... O fim é tão duído, tão doloroso, tão complicado de se viver. Quando algo chega ao fim é necessário recomeçar e ai é onde está a pior parte. O recomeçar é bem mais complexo do que começar. O recomeço significa que você já tentou uma vez, e que vai tentar denovo e que quer que nao tenha o …