Pular para o conteúdo principal

Última vez.

Liguei o not, e coloquei uma música pra tocar, milhões de coisas passavam pela minha cabeça, era dia 11 de agosto, o dia, que faríamos um ano e três meses juntos. Eu estava arrasada, mas mantive a pose de pessoa feliz. Sorri, e me mantive bem, o máximo que pude. Até evitei lembrar de você, das nossas risadas, e das conversas sobre a vida que tínhamos, entre tantos pensamentos, e conversas comigo mesma, o cantor da banda que eu ouvia, disse: "Responde agora, depois de tanto tempo fora, o que sobrou de nós?".  Essas palavras, perfuraram minha alma, eu bem sei, que não sobrou nada. De todos os planos, de todas as datas marcantes, as loucuras, os carinhos, os passeios... Não sobrou nada. Só sobrou mesmo... a saudade. Ah, maldita saudade, como seria bom, se pudesse coloca-la dentro de uma caixinha, e manda-la de volta, ao remetente! Sei bem que nem meu nome, você deve lembrar, sua vida já está refeita, e eu juro, que estou tentando colocar minha vida no lugar. Arranjei um emprego, vou começar um curso, e já estou terminando a escola... Aos poucos, eu vou ajeitar a bagunça que você causou na minha vida, e depois foi embora como se nada tivesse acontecido. Preciso te esquecer. Os garotos com quem fico, não são nem metade do que você foi, no beijo, no cheiro, na cama. Nada se compara contigo. Os outros, simplesmente viraram os outros. E a pior parte, a que mais me mata, é que eu enfrentaria o mundo com uma mão só, se você me garantisse, que estaria segurando a outra. Você tinha tudo, pra ser o único, mas simplesmente, decidiu ser só mais um. Me dói, me dói muito, mas dessa vez é definitivo. Essa, foi a última vez, que escrevi sobre você. Com o tempo, eu escreverei de novo, afinal, a vida é feita de dores e uma dor nova há de surgir, e você, já virou uma dor antiga. Quando se refere a ti, qualquer assunto é doloroso, já sou velha e experiente nesse caso. Bom seria, se houvesse remédio para as dores internas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Desabafo

Eu me doei tanto pra você, que depois que você foi embora não sobrou nada de mim pra eu amar. Eu me quero de volta. Eu quero voltar pro meu lugar. Você me ofereceu seu bolo de vômito chamado amor e eu acreditei que aquilo era amor! Não me preocupei com o odor, a massa podre e nem com a dor.. que isso iria me causar! Você fazia com que minha grandeza, minha imposição se diminuisse até que eu me visse insegura na sua mão. Te vi me traindo, e como não quis ver eu te perdoei e fechei os olhos pra situação, te vi beijando outras bocas, e eu te perdoei, perdoei, perdoei e perdoei. Você como sempre com seu discurso pronto, já sabendo bem o que iria dizer quando eu fosse ao teu encontro: "Eu estava bebado, me desculpa", ou então manipulava a vítima, no caso eu, pra que eu sentisse toda culpa! Mas não, ele fez isso, pq eu fui muito ciumenta, ele não gosta de ser cobrado, eu devia respeitar, talvez se eu propor relacionamento aberto ele vá gostar e tudo vai melhorar... Menos pra mim, …

Última conversa.

Na nossa última conversa você disse que me odiava, respirei fundo e puxei na memória fatos ou momentos nos quais eu quis te atingir de maneira que te destruísse.
Não encontrei.
Revirei minha mente pra tentar entender o pq daquele sentimento que eu não havia plantado.
Não encontrei mais uma vez...
Porém me lembro que quando terminamos eu não me calei perante seus atos falhos.
Sua família leu o texto? Sua querida avó soube do babaca que você é? Me odeia pq eu não me silenciei e deixei tudo bem claro pra todos? Da agressão verbal, física e psicológica?
Dessa vez eu não tive medo de te perder e te deixei claro que nunca te dei motivos pra você me odiar!
Eu cansei de me sentir culpada.. Eu cansei de me doer por uma dor que eu não causei, a dor me doía pq era você quem me cortava. E A PORRA DA CULPA É SUA, TOTAL SUA!
Minha amnésia te apagou naquela última conversa.
No caso, hoje mais cedo... Todo o sentimento que eu sentia por você era tão lindo.. Tinha cheiro de rosas, arco-iris e tudo de …

Vou ficar bem.

Hoje doeu, tem doído até agora.
Ver que seu melhor não foi o suficiente não é algo normal de se superar. Eu to tentando. Juro que to!
As músicas que me machucam eu estou tentando ouvir menos... Você parece não se importar, está concentrado em sua vida e na quantidade de garotas que devem estar aos seus pés agora.
Pois é. Acho que acabamos. Não foi por falta de amor. Não da minha parte.
Tivemos muitas brigas, você era óleo e eu água, eu me esforcei ao máximo que pude pra tentar não brigarmos mais, mas você já estava cada vez mais, mais longe de mim... Mais distante, mais ausente da minha vida... Deve ter conhecido outra garota! Uma menos problemática, menos ansiosa, menos dramática, menos sentimental, uma garota... menos eu.  Menos tudo o que eu sou.
Sinto muito, por eu sentir muito. Sério, eu também não queria ser assim! É chato, é ruim, me corrói, me dói! Me destrói aos poucos...
Boatos dizem que você me traiu. Não sei bem o que lhe faltou, acho que a culpa não foi minha. Eu fiz de u…